Logo Disk Infortel

ENTIDADES REIVINDICAM REABERTURA DAS EMPRESAS EM SINOP

25/03/2020 às 18:12

Empresários pedem abertura do comércio e prefeitura diz que vai analisar; Lojas seguem fechadas

Por enquanto o comércio em Sinop continua fechado em cumprimento ao decreto municipal de emergência, que começou nessa segunda-feira (23) e segue até o dia 5 de abril.

Empresários se reuniram com o Secretário de Finanças e Orçamento, Astério Gomes e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Daniel Brolese, solicitando a abertura dos estabelecimentos antes do fim da vigência do documento.

Conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Marco Antônio Alves, essa reivindicação do empresariado se deu por meio da crise econômica gerada devido ao fechamento do comércio.

“Os mercados estão abertos, mas daqui uns dias ninguém mais vai ter dinheiro para estar comprando o alimento, então o pensamento de estarmos tomando medidas, cada um usando seus formatos para continuar os trabalhos funcionando com o comércio aberto, mas tomando as medidas de precaução”, disse.

Já o presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACES), Klayton Gonçalves, aponta que os empresários tentam encontrar uma maneira de abrir sem prejudicar, ou descumprir as recomendações do Ministério da Saúde. “Nós queremos que o comércio abra o quanto antes e para isso estamos discutindo regras bem criteriosas, mas que possa retomar nossa economia. Entendendo que Sinop não tem nenhum caso confirmado. Respeitamos a opinião de todos os médicos, mas o comércio tem cumprido sua parte e precisamos dar uma possibilidade de retorno pro comércio”.

Em resposta, o secretário Astério Gomes assegura que o pedido dos comerciantes será encaminhado ao Gabinete de Situação, que atualmente discute ações de combate e prevenção ao Coronavírus em Sinop, para que possa ser estudado por toda a equipe. “O decreto é alterado todo dia e toda hora, de acordo com as necessidades. Estamos trabalhando para que possamos fazer os ajustes necessários para que a economia não fique prejudicada”, disse ao final da reunião realizada nesta quarta-feira (25).



Voltar
)
Nova Infortel